O paradoxo da estatística

Um físico, um engenheiro e um estatístico vão caçar coelhos. De repente, um coelho aparece a cerca de 100 metros.

O físico faz alguns cálculos de balística – assumindo um vácuo perfeito, claro – e dispara. A bala acerta 5 metros à frente do coelho.

O engenheiro refaz os cálculos considerando a resistência do ar e dispara. A bala acerta 5 metros atrás do coelho.

samplingDistributionO estatístico vira-se e diz:
“CONSEGUIMOS!”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s